Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

na rua dos meus sentidos

na rua dos meus sentidos

09
Abr15

Sentir mais é preciso

naruadosmeussentidos

Na prática isto é tudo muito fácil, deixa de o ser quando nos pomos a pensar nas coisas, e se eu me ponho a pensar nas coisas começo a dar em doida, daí eu sempre ter preferido o fazer ao pensar, daí não me pôr muito a pensar sobre o facto de Salgados e afins estarem livres, da lista VIP não ter dado em nada, e mais e mais...

E é por isso que leio na diagonal os jornais e nem poiso bem os olhos em noticias como aquela do pai ter morto o filho bebé só para não dar tempo aos pensamentos de se instalarem na minha cabeça e me fazerem pensar e questionar que mundo é este em que eu vivo e sobrevivo.

Vem a Páscoa e eu vou à aldeia, à mesma em que não há nada para fazer, e estando o pé como está exigindo o máximo de repouso não dá para encontrar maneiras de ocupar a cabeça e não deixar entrar os pensamentos. E uma pessoa pensa e questiona-se e pergunta-se que mundo é este, e o que me espera a mim, que será de mim, e que farei eu de mim, neste mundo.

Dou-me conta que hoje sou de medos, tenho medo de morrer, tenho medo que me morram, tenho medo de morrer e não me ter cumprido, falta-me ainda tanto para sentir, não para ter mas para sentir, falta-me tanto sentir, e sente-se cada vez menos, pensa-se cada vez mais e sente-se cada vez menos. Posta-se tudo, fotografa-se tudo, partilha-se tudo, gosta-se de tudo, mas sente-se pouco, a coisa é tão instantânea que não há tempo para sentir...eu fujo do pensar mas não fujo do sentir...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D