Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

na rua dos meus sentidos

na rua dos meus sentidos

17
Mai14

Pois que afinal até choro

naruadosmeussentidos

Choro sempre de manhã. Exagerada. Cai-me sempre uma lágrima de manhã, faça sol, faça chuva, durma sozinha ou acompanhada, esteja triste, esteja alegre, desde que provei a primeira, choro sempre de manhã. São salgadas. É isso e o espirro matinal, é certinho e direitinho. Chorar, chorar, é raro, mas quando o é, é trovões, trovoadas, de raiva, aos soluços, como se me estivessem a apontar uma arma à cabeça e eu gritasse ao mundo com o meu pranto um não proferido entre gritos de lágrimas, de todas aquelas que vou contendo e um dia, há dias que a comporta se abre e leva tudo à frente.

 

Marilyn Monroe with Roy Lichtenstein's 'Crying Girl (1964)' #art with art in artPS: O pai da M. hoje bateu-lhe. A mãe da M. chorou e não só porque o pai da M lhe bateu, mas também ao agradecer-me por gostar tanto da filha dela. E eu chorei. Porque o amor não se agradece, porque ela também é um bocadinho a minha filha, e porque senti a estalada que o pai lhe deu como as poucas que o meu pai me deu a mim e voltei a lembrar-me do abraço que sempre me dava a seguir, a chorar, e chorávamos os dois, eu arrependida pelas palavras duras e ele arrependido pelos actos duros. Ambos sem pensar. Irracionais como o nosso amor. Como o amor que o pai da M tem por ela, como o amor que a mãe da M tem por ela, e sim como o amor que eu tenho por ela. E peguei-a para mim, abracei-a nos meus braços depois de a ter recebido da mãe e chorámos juntas. E hoje quando me disseram que eu estava mais bonita, chorei. E quando o meu pai me ligou a lembrar-me que devo comer, chorei, e quando o Abílio, me disse "é a minha filha engenheira e vai trabalhar ao pé de vocês e não cá em baixo como o pai, chorei, e chorei quando ao entrar na nonagésima pastelaria não mato o desejo, chorei e mesmo agora que falo com ele, choro, cai-me a lágrima fácil, e pronto hoje estamos assim...e talvez logo chore sozinha só de ver o Tejo e ter a sorte de o ter comigo todas as noites.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D