Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

na rua dos meus sentidos

na rua dos meus sentidos

28
Set14

Os silêncios são para calar

naruadosmeussentidos

Ontem quando olhei para ele, vi-o como nunca vi. Vi-lhe e admirei-lhe uma outra beleza, da qual gostei mais até do que aquela que me fez há 7 anos apaixonar por ele à primeira vista. Ontem com mais 7 anos em cima, sorri, e disse ó bolas, porque não me apaixono aqui e agora por este caramelo. Mil vezes ter me apaixonado ontem, do que há 7 anos atrás. Não, que me arrependa do que vivi à 7 anos atrás, apenas e só que hoje acho que tinha melhores condições para construir algo com aquela paixão e não apenas vivê-la enquanto durou. Acho que hoje saberia viver aquela paixão mil vezes melhor e teria sabido transformá-la em algo maior. E ontem ao admirá-lo senti pena por mim e por ele, por isso por mais do que não o termos sabido fazer, a vida não nos dar uma outra oportunidade para o fazer. Pena, porque hoje olhando para os dois e a forma boa como crescemos e virámos o passar dos anos a nosso favor não tenho dúvidas que o saberíamos fazer. Acho que hoje teríamos sabido dar um fim melhor aquela paixão do que aquele que demos. Ontem que já era hoje de tão madrugada que era, fiz questão de lhe ir desejar sorte nesta nova aventura da vida dele, fiz questão de lhe dizer o quão é importante para mim, e fi-lo prometer que voltaria são e salvo pois eu preciso muito dele, e vou precisar para sempre, que é uma das minhas pessoas da minha vida e que para a vida o quero e faço questão de ter. E disse-lho sem vergonha nenhuma e hoje esta é uma das minhas maiores vitórias e qualidade, o ter perdido o medo de dizer às pessoas o quanto gosto delas, o quanto preciso delas e fazer questão de lhes dizer. E dele preciso tanto mas tanto. Preciso que esteja à distância de um telefonema sempre que eu tenho a humildade de dizer que preciso de ajuda, preciso dele para me dar 2 berros sempre que eu me armo em parva, ou preciso dele apenas para me fazer rir das suas coisas parvas. Preciso dele por aquele sorriso malandro que me desarmou à 7 anos e continua a desamar-me ainda hoje quando estou de cara amarrada. Preciso dele por causa daquele abraço que é o que melhor se aproxima à casa que eu um dia quero ter...o coração de alguém...Por isso volta...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D