Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

na rua dos meus sentidos

na rua dos meus sentidos

12
Jul14

A instruir lisboetas desde 2014

naruadosmeussentidos

Os alfacinhas são uns analfabetos ao que à Margem Sul diz respeito. Uns burros. Porquê? Porque falam sem saber. Para a malta que como eu foi criada na Margem Sul mas sempre com um pé em Lisboa, porque o pai como bom lisboeta, nascido e criado, achava que em Lisboa é que era, se era preciso ir ao médico, era a Lisboa que íamos, se queríamos ir ao Cinema, era às Amoreiras que íamos, se queríamos ir passear ao jardim, era à Estrela que íamos ao fds, se queríamos comprar roupa era à Baixa que íamos. Por isso, apesar de viver na Margem Sul, cresci a conhecer melhor Lisboa, do que propriamente o sítio em que vivia. Ainda hoje se me disserem uma rua em Lisboa sei exactamente onde é, ou se não sei sei me orientar perfeitamente, se me disserem ou indicarem algo no Barreiro, sou uma burrinha a olhar para um palácio e completamente perdida.

E apesar de ter morado sempre aqui, estudado sempre aqui até ao secundário, trabalhar e viver aqui admito conhecer melhor Lisboa do que a cidade onde vivo. Ao abrir um negócio aqui, fui confrontada com um mundo novo que não conhecia, com locais, artesãos, vida cultural etc, e obriguei-me a saber mais. Quis saber mais, eu que também era preconceituosa.

 

Para os puros alfacinhas nascidos e criados, eu que nascida sou e criada até aos 2, aqui fica algo que vocês não sabem e negam querer saber.

 

 

O Barreiro também é isto.

 

 

Avenida da Praia

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D